ISSN: 1678-4006
Banner Call To Call iExpo

Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 10:10:52


 
 BENCHMARK
 CALL CENTER BRASIL
 CASES/PREMIAÇÕES
 EXECUTIVOS
 INTERNET/REDES SOCIAIS
 MARKETING E MERCADO
 MOBILIÁRIO CORPORATIVO
 OPORTUNIDADES
 PESQUISA DE MERCADO
 PRODUTOS E SERVIÇOS
 PROMOÇÕES
 PUBLICAÇÕES
 RECURSOS HUMANOS
 SAÚDE
 TECNOLOGIA TI/TIC
 TREINAMENTO


 
PUBLICIDADE

 

 

 


 
 

 
Notícias

IT Mídia divulga pesquisa com CIOs

Avaliação feita com corporações nos setores varejista, construção civil, governo, saúde, indústria, finanças, automotivo - manufatura, química e energia, revela que o analista de negócios já é o alvo de 42% das empresas como o tipo de profissional mais procurado para se compor uma equipe de TI

A pesquisa envolvendo123 CIOs (Chief Information Officers) das maiores corporações do País  aponta as principais carências apresentadas pelo profissional de TI. O CIO ainda sofre, por exemplo, com a falta de profissionais com horizontes mais amplos, além de queixas sobre a pouca comunicação entre profissionais de TI e outros departamentos. Assim, 32% das empresas acreditam que falta conhecimento à cerca do negócio da empresa por parte do profissional de TI, empatando com a carência do chamado relacionamento interdepartamental.

A falta de conhecimento técnico também foi apontada, com 16% de respostas, seguida por pouco ou nenhum relacionamento com o fornecedor – queixa de 7% dos CIOs.

De acordo com o estudo, o tipo de profissional que as empresas buscam no mercado é um misto de técnico com especialista em negócios. O conhecimento e o relacionamento interdepartamental é mais fundamental do que se supõe, uma vez que todas as aplicações são baseadas em regras de negócios. 

Quanto mais o profissional tiver uma visão estratégica, melhor isso se refletirá na aplicação. Dessa forma, embora os técnicos certificados sejam procurados pela maioria das companhias – com 63% das repostas –, o analista de negócios já é o alvo de 42% das empresas como o tipo de profissional mais procurado para se compor uma equipe de TI. Analistas de sistemas são o foco de 20% das  empresas, seguidos pelo administrador de rede, com 9% de respostas a favor.

Outra constante preocupação quando o assunto é o profissional de TI é a questão do treinamento, apontada por 90% das empresas – apenas 10% delas não pratica nenhum tipo de investimento no treinamento de seus profissionais. Os especialistas afirmam que, em média, as empresas costumam investir 6,7% do orçamento de TI em treinamento, dos quais 3,9% são direcionados ao treinamento técnico, e, 2,8%, ao treinamento gerencial. De acordo com a avaliação, dos 90% de empresas que investem em treinamento, 70% do valor é aplicado em treinamento técnico, ao passo que outra parcela diz investir 50% em treinamento gerencial. 

O estudo procurou saber, ainda, quais as certificações mais procuradas pelas empresas. Entre as cinco mais pedidas, 13% de respostas apontam para aplicativos Oracle. Ferramentas de Business Intelligence obtiveram segundo lugar, com 11% de menções, empatando com conhecimentos em firewall/IDS. Em terceiro lugar ficou a certificação em Windows 2000, com 10% de menções; seguida por Java – empatado com telecomunicações –, com 9% de menções, e, em quinto lugar, certificação em plataforma .NET.

O item que analisou a estruturação departamental, apontou que 94% das empresas pesquisadas possuem um área específica para a telecomunicações. Deste total, 81% optam por centralizar os departamentos de TI e telecom numa único setor.

Desenvolvido pela divisão de pesquisas do grupo IT Mídia, o objetivo do estudo foi entender como são estruturadas as áreas de tecnologia da informação dentro das empresas e quais são os movimentos prioritários para os CIOs (Chief Information Officers) no segundo semestre de 2002. A pesquisa foi realizada no IT Forum 2002 – evento realizado em maio deste ano reunindo as maiores corporações do país, com os maiores orçamentos de TI no seu segmento de atuação.

A pesquisa envolvendo123 CIOs (Chief Information Officers) das maiores corporações do País  aponta as principais carências apresentadas pelo profissional de TI. O CIO ainda sofre, por exemplo, com a falta de profissionais com horizontes mais amplos, além de queixas sobre a pouca comunicação entre profissionais de TI e outros departamentos. Assim, 32% das empresas acreditam que falta conhecimento à cerca do negócio da empresa por parte do profissional de TI, empatando com a carência do chamado relacionamento interdepartamental.

A falta de conhecimento técnico também foi apontada, com 16% de respostas, seguida por pouco ou nenhum relacionamento com o fornecedor – queixa de 7% dos CIOs.

De acordo com o estudo, o tipo de profissional que as empresas buscam no mercado é um misto de técnico com especialista em negócios. O conhecimento e o relacionamento interdepartamental é mais fundamental do que se supõe, uma vez que todas as aplicações são baseadas em regras de negócios. 

Quanto mais o profissional tiver uma visão estratégica, melhor isso se refletirá na aplicação. Dessa forma, embora os técnicos certificados sejam procurados pela maioria das companhias – com 63% das repostas –, o analista de negócios já é o alvo de 42% das empresas como o tipo de profissional mais procurado para se compor uma equipe de TI. Analistas de sistemas são o foco de 20% das  empresas, seguidos pelo administrador de rede, com 9% de respostas a favor.

Outra constante preocupação quando o assunto é o profissional de TI é a questão do treinamento, apontada por 90% das empresas – apenas 10% delas não pratica nenhum tipo de investimento no treinamento de seus profissionais. Os especialistas afirmam que, em média, as empresas costumam investir 6,7% do orçamento de TI em treinamento, dos quais 3,9% são direcionados ao treinamento técnico, e, 2,8%, ao treinamento gerencial. De acordo com a avaliação, dos 90% de empresas que investem em treinamento, 70% do valor é aplicado em treinamento técnico, ao passo que outra parcela diz investir 50% em treinamento gerencial. 

O estudo procurou saber, ainda, quais as certificações mais procuradas pelas empresas. Entre as cinco mais pedidas, 13% de respostas apontam para aplicativos Oracle. Ferramentas de Business Intelligence obtiveram segundo lugar, com 11% de menções, empatando com conhecimentos em firewall/IDS. Em terceiro lugar ficou a certificação em Windows 2000, com 10% de menções; seguida por Java – empatado com telecomunicações –, com 9% de menções, e, em quinto lugar, certificação em plataforma .NET.

O item que analisou a estruturação departamental, apontou que 94% das empresas pesquisadas possuem um área específica para a telecomunicações. Deste total, 81% optam por centralizar os departamentos de TI e telecom numa único setor.

Desenvolvido pela divisão de pesquisas do grupo IT Mídia, o objetivo do estudo foi entender como são estruturadas as áreas de tecnologia da informação dentro das empresas e quais são os movimentos prioritários para os CIOs (Chief Information Officers) no segundo semestre de 2002. A pesquisa foi realizada no IT Forum 2002 – evento realizado em maio deste ano reunindo as maiores corporações do país, com os maiores orçamentos de TI no seu segmento de atuação.

Em: 27/09/2006



:: MAIS RECENTES

  • [19/07/2019] Intelbras lança roteadores de alto desempenho ideais para streaming de vídeos em 4k e 8K, séries e games
  • [19/07/2019] Solução da Algar Tech proporciona análises 4 vezes mais rápidas no segmento financeiro
  • [19/07/2019] 1º Summit Experience Lead Force reúne grandes nomes do marketing digital e CRM ligados ao setor automotivo
  • [19/07/2019] O impacto da automação no futuro do atendimento é tema de curso de especialização para quem trabalha com o consumidor
  • [18/07/2019] Plataforma de comunicação e atendimento com Inteligência Artificial para Cidades Inteligentes da Velip ganha novas funcionalidades
  • [18/07/2019] Cinco dicas de como a comunicação unificada pode impulsionar a produtividade e a inovação no local de trabalho
  • [18/07/2019] ISH Tecnologia contribui para ampliar e aperfeiçoar oferta de serviços de VoIP da Datora Telecom
  • [18/07/2019] Orange conclui a aquisição da SecureLink, reforçando suas operações de segurança cibernética na Europa
  • [16/07/2019] NTT Data transforma a sua gestão do conhecimento com o apoio da everis e usando a tecnologia de nuvem da Microsoft
  • [17/07/2019] Inteligência Artificial para atendimento ao consumidor deve crescer 133% no Brasil

  •  
    VAGAS

      

    VAGAS

    CURRÍCULOS

    Banner Rigel Botão Branco

    Banner Guia Botão

    Banner Kinderen

    Banner Call To Call sistema

    CallToCall Terceirização

    CallToCall Cursos


    Se desejar enviar esta página para um amigo, clique no botão abaixo:


     GUIA ONLINE  |  BANNERS  |  ÉTICA  |  GLOSSÁRIO   |  RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   QUEM SOMOS  |  CLIQUE MAIS 

    Sistema Call To Call - 11 5579-0341

    Website criado por interAmplitude