ISSN: 1678-4006
MHEscritórios

Domingo, 18 de Agosto de 2019, 18:21:04


 
 BENCHMARK
 CALL CENTER BRASIL
 CASES/PREMIAÇÕES
 EXECUTIVOS
 INTERNET/REDES SOCIAIS
 MARKETING E MERCADO
 MOBILIÁRIO CORPORATIVO
 OPORTUNIDADES
 PESQUISA DE MERCADO
 PRODUTOS E SERVIÇOS
 PROMOÇÕES
 PUBLICAÇÕES
 RECURSOS HUMANOS
 SAÚDE
 TECNOLOGIA TI/TIC
 TREINAMENTO


 
PUBLICIDADE

 

 

 


 

 
 
Artigos

Artigo 1.876 - Beacons: uma revolução na experiência do consumidor, por Vicente Goetten
Vicente Goetten

O universo virtual provê uma forte interação entre pessoas e empresas, sendo possível, por meio de ferramentas de Big Data, identificar as preferências e o comportamento do consumidor. Com informações precisas sobre o gosto dos clientes, as organizações conseguem oferecer produtos alinhados aos seus anseios, conferindo uma vantagem competitiva ao ambiente on-line frente ao off-line. No entanto, os Beacons podem modificar drasticamente esse cenário. Os sensores existentes nesta tecnologia de microlocalização possibilitam a interação das pessoas com o mundo real por meio de dispositivos móveis, como smartphones e smartwatches, entre outros, atribuindo ao ambiente off-line a capacidade de identificar as preferências dos consumidores – assim como acontece no mundo virtual.

Sensores que se conectam entre si (Internet das Coisas – IoT) e ainda utilizam Big Data e analytics dão vida aos objetos, transformando-se em poderosas fontes de informação. Empresas de diferentes setores da indústria poderão extrair dados desse intercâmbio e desenvolver ações específicas.

O crescimento vertiginoso dos dispositivos móveis influenciará esse movimento. Segundo a IDC, serão mais de dois bilhões de Smart Connected Devices até o final de 2015. A rápida transição de plataformas, o aumento do uso de novas tecnologias e a adoção intensa de sensores impulsiona essa trajetória. Os Beacons serão os viabilizadores dessa revolução que tornará a experiência dos consumidores única e personalizada.

Com Beacons, já é possível, por exemplo, fazer o check-in em um hotel pelo celular, eliminando o tempo gasto na fila. O Beacon localizado na recepção se comunica com o smartphone do hóspede, identificando se a pessoa já é cliente da rede e, caso não for, permite o cadastramento por meio do próprio dispositivo. O mesmo pode ser feito no check-out. Para isso, os clientes precisam ter o aplicativo do hotel ou um aplicativo universal, que permite a interação com todos os estabelecimentos autorizados. Além disso, com um Beacon instalado próximo à porta do quarto, é possível abri-la apenas com o smartphone, não sendo necessária uma chave. Pelo próprio aplicativo, o hóspede pode, ainda, interagir com os demais serviços do hotel, sendo possível solicitar um travesseiro extra ou fazer o pedido do jantar, por exemplo.

Ao identificar as preferências, as empresas conseguirão oferecer aos consumidores uma experiência ainda melhor na próxima interação. O hotel, poderá abastecer o frigobar com os produtos que o cliente normalmente consome e deixar o quarto na temperatura que mais agrada ao hóspede.

No varejo, a adoção da tecnologia oferecerá às companhias uma infinidade de dados que hoje são privilégio do e-commerce. Ao conhecer os hábitos de consumo dos clientes, será possível enviar recomendações inteligentes e interagir com eles no mundo off-line com base em seus dados de navegação, possibilitando, por exemplo, a oferta de um cupom de desconto ao consumidor que visualizou determinado produto no e-commerce, mas foi à loja física para prová-lo. Ou, ainda, apresentar informações importantes para o consumidor no momento em que ele estiver próximo a um produto ou até mesmo de um departamento.

Os Beacons não são restritos aos segmentos de hotelaria e varejo, podendo também aprimorar a experiência do consumidor em restaurantes, hospitais, estádios, museus e até mesmo em instituições de ensino, uma vez que podem ser configurados conforme as necessidades das organizações. A possibilidade de aumentar o engajamento com os consumidores, bem como o volume de vendas e serviços, fará com que a tecnologia seja amplamente utilizada pelas organizações de diversos segmentos até 2016.

Um dos desafios para o crescimento da tecnologia é a necessidade dos consumidores determinarem quais companhias poderão ter acesso aos seus dados e se comunicar com eles. Uma vez ultrapassada essa barreira, as empresas do mundo físico poderão extrair informações relevantes e proporcionar uma experiência única e inesquecível aos consumidores, que provavelmente se tornarão clientes assíduos de sua marca e produtos.

Publicado em: 27/01/2015

Confira os comentários já feitos para este artigo:

 
VAGAS

  

VAGAS

CURRÍCULOS

Banner Rigel Botão Branco

Banner Guia Botão

Fundação Abrinq

Banner Call To Call Cotações

Banner Call To Call Cursos

Banner Call To Call sistema


Se desejar enviar esta página para um amigo, clique no botão abaixo:


 GUIA ONLINE  |  BANNERS  |  ÉTICA  |  GLOSSÁRIO   |  RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   QUEM SOMOS  |  CLIQUE MAIS 

Sistema Call To Call - 11 5579-0341

Website criado por interAmplitude