ISSN: 1678-4006
MHEscritórios

Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 03:57:08


 
 BENCHMARK
 CALL CENTER BRASIL
 CASES/PREMIAÇÕES
 EXECUTIVOS
 INTERNET/REDES SOCIAIS
 MARKETING E MERCADO
 MOBILIÁRIO CORPORATIVO
 OPORTUNIDADES
 PESQUISA DE MERCADO
 PRODUTOS E SERVIÇOS
 PROMOÇÕES
 PUBLICAÇÕES
 RECURSOS HUMANOS
 SAÚDE
 TECNOLOGIA TI/TIC
 TREINAMENTO


 
PUBLICIDADE

 

 

 


 

 
 
Artigos

Artigo 1.637 - Testar, testar e testar: a importância da avaliação da experiência do usuário, por Leandro Ginane
Leandro Ginane

Diante da gama de smartphones e tablets disponíveis no mercado atualmente, os testes de aplicativos são de extrema importância para os desenvolvedores, tanto em dispositivos mais recentes quanto nos mais antigos. Grande parte dos brasileiros ainda utiliza aparelhos com tecnologia teoricamente ultrapassada e navegação por meio de planos pré-pagos, fatores que limitam o funcionamento e usabilidade de um app. Portanto, avaliar a experiência de uso antes de lançar um produto ao mercado é fundamental.

Designers, arquitetos e desenvolvedores em geral precisam se preocupar, em especial, com três aspectos do dispositivo: tamanho da tela, sistema operacional e navegador. Muitas vezes, uma decisão inadequada de usabilidade pode resultar em problemas sérios de funcionamento. Todos esses aspectos, aliados às diferentes memórias, processador e à oscilante conexão de Internet no Brasil, impactam a experiência de uso.

Antes de iniciar a avaliação, é importante entender quais as características comportamentais e tecnológicas das pessoas que usarão o app, bem como os objetivos comerciais do canal. Com isso mapeado, a abordagem deve buscar identificar situações que causam prejuízo comercial e geram insatisfação. Em seguida, o mais indicado é monitorar constantemente a experiência de uso em novos aparelhos, que são adotados rapidamente por um grupo específico de pessoas, e avaliar o impacto no funcionamento da aplicação com as manutenções que receberá naturalmente ao longo do tempo.

Durante os testes, são estudadas três dimensões: usabildade, performance e compatibilidade. No primeiro item, são avaliadas, por exemplo, se as nomenclaturas dos botões são adequadas, o tamanho do texto para telas pequenas, o nível de entendimento dos termos utilizado, dentre outros. Na dimensão performance, são observadas a velocidade de carregamento das páginas e requisições no app. E, por fim, em compatibilidade são estudados os erros funcionais exibidos durante os fluxos de teste de acordo com cada aparelho e sistema operacional.

Entretanto, a maior parte dos erros está relacionada a questões de usabilidade, como o tamanho dos botões, quebras de layout, posição dos elementos em tela etc. Outro item que chama atenção é a incompatibilidade de apps com determinados tipos de aparelhos e versões do Android. Desenvolver o aplicativo para que funcione corretamente em diferentes versões deste sistema operacional e os variados tamanhos de telas são os maiores desafios para os profissionais desta área. Por isso, a principal dica é testar, testar e testar novamente.

Publicado em: 02/10/2013

Confira os comentários já feitos para este artigo:

 
VAGAS

  

VAGAS

CURRÍCULOS

Banner Rigel Botão Branco

Banner Guia Botão

Fundação Abrinq

Banner Call To Call Cotações

Banner Call To Call Cursos

Banner Call To Call sistema


Se desejar enviar esta página para um amigo, clique no botão abaixo:


 GUIA ONLINE  |  BANNERS  |  ÉTICA  |  GLOSSÁRIO   |  RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   QUEM SOMOS  |  CLIQUE MAIS 

Sistema Call To Call - 11 5579-0341

Website criado por interAmplitude