ISSN: 1678-4006
MHEscritórios

Terça-Feira, 18 de Junho de 2019, 01:39:06


 
 BENCHMARK
 CALL CENTER BRASIL
 CASES/PREMIAÇÕES
 EXECUTIVOS
 INTERNET/REDES SOCIAIS
 MARKETING E MERCADO
 MOBILIÁRIO CORPORATIVO
 OPORTUNIDADES
 PESQUISA DE MERCADO
 PRODUTOS E SERVIÇOS
 PROMOÇÕES
 PUBLICAÇÕES
 RECURSOS HUMANOS
 SAÚDE
 TECNOLOGIA TI/TIC
 TREINAMENTO


 
PUBLICIDADE

 

 

 


 

 
 
Artigos

Artigo 1.465 - Rede Social é lugar de vender? por Vinicius Pessin
Vinicius Pessin

Um levantamento realizado pela comScore aponta que 90,8% dos internautas brasileiros estão nas redes sociais e que, em média, gastam 4,9 horas por mês nelas.

Enquanto isso, segundo dados da e-bit, no primeiro semestre do ano, 5,6 milhões de pessoas fizeram a primeira compra online, o que significa que o Brasil já soma 37,6 milhões de e-consumidores.

Junte esses números e teremos um lindo cenário que envolve o comércio eletrônico e as redes sociais, certo? Não!

As redes sociais são poderosas ferramentas para as empresas se aproximarem dos seus clientes e até atrair novos compradores no e-commerce. Contudo, é preciso um cuidado muito grande e separar bem as coisas. As pessoas estão nas redes sociais geralmente para se relacionar e interagir com pessoas e marcas. Quando a loja virtual ultrapassa os limites de relacionamento e passa a oferecer produtos de forma invasiva, o tiro pode sair pela culatra. Além de não realizar uma venda, sua marca pode estar gerando uma indesejada rejeição.

O lojista virtual precisa equilibrar informações relevantes, entretenimento e divulgação de produtos nas redes sociais. Assim, ele aproximará os clientes da sua marca, sem parecer estar apenas querendo vender, vender e vender.

Outro ponto fundamental é a interação. Os clientes esperam respostas aos seus comentários, críticas e sugestões. Nunca deixe um cliente sem resposta. Se for apenas um comentário, agradeça, sugira conteúdo, interaja.

O mesmo estudo da comScore, revela que 41% dos e-consumidores pesquisam nas redes sociais antes de realizar qualquer compra. Além disso, duas a cada três pessoas dão feedback às marcas dentro das redes. Da população online presente nas redes sociais, 54% delas "seguem" empresas no Twitter e 74% "curtem" marcas no Facebook. Aí está a grande oportunidade e não simplesmente poluir a time-line dos seus seguidores com ofertas de produtos e serviços.

Portanto, gere engajamento, crie relacionamentos e aproxime sua marca dos clientes. O aumento das suas vendas será uma consequência natural.

Publicado em: 08/01/2013

Confira os comentários já feitos para este artigo:

 
VAGAS

  

VAGAS

CURRÍCULOS

Banner Rigel Botão Branco

Banner Guia Botão

Fundação Abrinq

Banner Call To Call Cotações

Banner Call To Call Cursos

Banner Call To Call sistema


Se desejar enviar esta página para um amigo, clique no botão abaixo:


 GUIA ONLINE  |  BANNERS  |  ÉTICA  |  GLOSSÁRIO   |  RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   QUEM SOMOS  |  CLIQUE MAIS 

Sistema Call To Call - 11 5579-0341

Website criado por interAmplitude