ISSN: 1678-4006
MHEscritórios

Domingo, 22 de Setembro de 2019, 17:26:49


 
 BENCHMARK
 CALL CENTER BRASIL
 CASES/PREMIAÇÕES
 EXECUTIVOS
 INTERNET/REDES SOCIAIS
 MARKETING E MERCADO
 MOBILIÁRIO CORPORATIVO
 OPORTUNIDADES
 PESQUISA DE MERCADO
 PRODUTIVIDADE/INCENTIVOS
 PRODUTOS E SERVIÇOS
 PROMOÇÕES
 PUBLICAÇÕES
 RECURSOS HUMANOS
 SAÚDE
 TECNOLOGIA TI/TIC
 TREINAMENTO


 
PUBLICIDADE

 

 

 


 

 
 
Artigos

Artigo 1.338 - Social Media: tendências para 2012
Bianca Furtado

Muitas empresas brasileiras perceberam o poder das mídias sociais em 2011, seja no relacionamento com seus consumidores ou na manutenção da sua imagem. Somos bilhões de usuários alterando diariamente a dinâmica de comunicação entre a marca e o público. O ano terminou com os maiores anunciantes do país investindo mais em redes sociais e em novos canais de relacionamento.

Pesquisa da Amcham detectou que as empresas reconhecem as mídias sociais como um importante canal para o negócio e planejam ampliar seus investimentos em 2012. O Facebook deve concentrar o maior esforço de marketing, já que dados divulgados pela comScore mostram que a rede se tornou a mídia social de maior audiência no país, ultrapassando o Orkut.

O estudo "Winning over empowered Consumer" da IBM mostra ainda que 71% dos consumidores querem incluir novas tecnologias no processo de compra e 85% acreditam que as redes sociais fazem economizar tempo. Com esses dados, é possível traçar algumas tendências para Social Media em 2012:

- Varejo tradicional no E-commerce: o varejo tradicional tem usado o e-commerce como mais um canal de venda, sem perceber a real vantagem no posicionamento da marca e no relacionamento com clientes. Com a mudança da experiência de compra, já temos exemplos de empresas como Apple, Amazon, Google, Zappos e Best Buy que se diferenciam nas redes sociais por serem "íntimas" do consumidor, autênticas, ágeis e colaborativas.

- Atendimento ao Consumidor: enquanto os varejistas estão preocupados com a loja, os compradores buscam conveniência e solução de seus problemas. O Atendimento ao Consumidor (SAC) é um ponto crucial para o sucesso ou o fracasso de uma marca em rede social. E todo atendimento precisa estar integrado, independente do meio de comunicação, para permitir que as empresas antecipem as soluções e possam customizar produtos ou serviços.

- Facebook X Google+: com 36 milhões de usuários em 2011, o Brasil se tornou o 4º maior país no Facebook. E o crescimento também foi percebido em relação ao engajamento e ao número de visitas mensais. Pesquisa da comScore mostra que o Google+ possui 4,3 milhões de usuários. Mas a briga promete: o Google começou 2012 anunciando a função "Search plus Your World", que inclui informações publicadas por contatos do Google+ nos resultados de sua busca. Enquanto isso, o Facebook anunciou o "Open Graph", que permite que os desenvolvedores de aplicativos possam customizar as ações dos usuários, como "ver" e "jogar".

- Social Commerce: em 2011, recursos implementados pelo Facebook permitiram a entrada de inúmeros varejistas com o propósito de conectar-se aos seus clientes. Apesar do F-commerce (Facebook) ser uma realidade nas páginas brasileiras, a maioria das lojas é pequena e ainda não apresenta resultados significativos. O motivo? As pessoas ainda não se acostumaram a "comprar" na rede e ainda não têm segurança em colocar seus dados pessoais por lá.

- M-Commerce: a projeção para 2015 é que o Brasil chegará na 4ª posição em relação ao faturamento mundial em e-commerce. E cada vez mais os brasileiros usam as redes sociais e os dispositivos móveis (mobile) para trocar informações e fazer compras. Cerca de 80% dos brasileiros já utilizaram o celular em alguma fase do processo de compra, diz a Pesquisa do Mobile EntertainmentForum (MEF).

- Outras redes: Youtube, Linkedin, Vimeo, Flickr, Instagram, Blogs e outras ferramentas já estão sendo utilizadas pelas marcas que querem inovar e se relacionar com seu público. São essas empresas que vão ganhar o consumidor em 2012. Sem esquecer o Twitter, que vai lançar um novo layout e "páginas" para marcas (já em fase de testes nos EUA). Todas as redes continuarão sendo monitoradas, tarefa que será cada vez mais automatizada e fundamental para o crescimento e a influência das marcas das redes sociais – além de gestão de crises.

Dois mil e doze é o ano em que as ferramentas de comunicação com consumidor (CRM) - mobile, social media, marketing, e-mail marketing, atendimento e vendas - precisam estar cada vez mais integradas. Também é fundamental medir os resultados das ações - especialmente em redes sociais - e, para isso, os profissionais precisam conhecer a fundo sobre marketing, gerenciamento de produtos e contabilidade.

Ainda existe uma grande dificuldade de se medir o ROI (retorno de investimento) nas mídias sociais e certamente esse será um assunto bastante discutido em 2012. Ainda teremos eleições em outubro, quando as ações de "marketing político" vão ter destaque, e as previsões para o fim de mundo que também vão agitar as redes.

Publicado em: 13/04/2012

Confira os comentários já feitos para este artigo:

 
VAGAS

  

VAGAS

CURRÍCULOS

Banner Rigel Botão Branco

Banner Guia Botão

Fundação Abrinq

Banner Call To Call Cotações

Banner Call To Call Cursos

Banner Call To Call sistema


Se desejar enviar esta página para um amigo, clique no botão abaixo:


 GUIA ONLINE  |  BANNERS  |  ÉTICA  |  GLOSSÁRIO   |  RESPONSABILIDADE SOCIAL  |   QUEM SOMOS  |  CLIQUE MAIS 

Sistema Call To Call - 11 5579-0341

Website criado por interAmplitude